Coordenador : Marcela Pimenta Guimarães Muniz
Ano: 2021
Publico Alvo : Pessoas que ouvem vozes, ou que convivem com pessoas que ouvem vozes, ou que desejem falar e saber sobre este tema.
Local de atuação: MEP
Resumo
Os Grupos de Ouvidores de Vozes são dispositivos de saúde mental norteados pelo movimento internacional Intervoices. Este dispositivo de saúde mental tem como base o respeito, a confidencialidade, e a construção de estratégias que visem melhorar os modos de lidar com as vozes e a redução do estigma do sofrimento psíquico na sociedade. A experiência de ouvir vozes não é restrita a um sintoma, mas sim uma manifestação que pode estar relacionada às múltiplas possibilidades existenciais do sujeito que as ouve. Seu principal público-alvo são pessoas que ouvem vozes (independentemente de terem ou não um diagnóstico psiquiátrico) ou que convivem com pessoas que ouvem vozes. É destinado para pessoas que tenham interesse em participar de um espaço horizontal para diminuir a visão negativa que as pessoas possuem sobre a experiência de ouvir vozes e para perpetuar a esperança na melhora da saúde mental de forma democrática, segura e compreensiva. No atual contexto da Pandemia pelo Coronavírus19, serão valorizadas também as experiências com as vozes com relação às especificidades deste momento. O objetivo do projeto é proporcionar grupos de pessoas que ouvem vozes ou que convivem com pessoas que as ouvem, com interesse em escutar outras pessoas e falar sobre este tema intencionando a troca de experiências para a produção de estratégias para lidar com as vozes de modo mais compreensivo, seguro e positivo.