Coordenador : Ivan Ducatti
Ano: 2021
Publico Alvo : Servidores/as técnicos/as administrativos/as da UFF.
Local de atuação: SSN
Resumo
Visa-se formar intelectualmente os/as servidores/as técnicos/as administrativos/as da UFF, a partir de noções históricas da formação da industrialização no Brasil contemporâneo. Até o final do século XIX, a industrialização no Brasil poderia ser considerada como um traço do desenvolvimento econômico do país – mal saído da exploração generalizada da força de trabalho escrava. Chamamos de traço aquilo que é dependente, aquilo que é ainda determinado por outras forças mais incisivas no processo político e econômico de uma determinada sociedade ou comunidade, aquilo que ainda não tem sua autonomia completamente realizada no plano da expressão da manifestação que ocorre no cenário político. Em suma, até a década de 1930, o Brasil ainda dependia de formações econômicas predominantemente agrárias, isto é, o país era ainda essencialmente rural, sendo que suas cidades, do ponto de vista da geopolítica nacional, não passavam de pequenos entrepostos comerciais para escoamento da pífia produção brasileira, tanto no mercado interno como externo, dependendo, em geral, de poucos produtos para a sua constituição, como o café por exemplo.