Coordenador : Ceila Maria Ferreira Batista
Ano: 2021
Publico Alvo : Público em geral, assim como aquelas e aqueles que tenham interesse em edição e revisão de textos, como também docentes e discentes e de leitoras e de leitores que poderão ser despertados para os caminhos abertos pela história da transmissão textual e sobre gênese de textos
Local de atuação: GCL
Resumo
Pretendemos aproximar o Laboratório de Ecdótica da UFF do público de dentro e de fora da UFF. Iremos organizar e catalogar títulos de um acervo de Crítica Textual, que se encontra no Laboratório de Ecdótica da UFF, para a publicização, na página do Laboratório, de títulos que formam esse acervo, para que o público possa pesquisar, em presença, no próprio Laboratório, após a pandemia. Além disso, organizaremos minicursos, rodas de leitura e de conversa a partir da aplicação da teoria e da metodologia da Crítica Textual, de preparação e de revisão de textos para diferentes tipos de edição e as/os bolsistas também ajudarão na revisão da Revista de Crítica Textual, a ser lançada no segundo semestre de 2020. Iremos propor a criação, baseadas em proposto da ADUFF, de disciplina optativa de extensão, Pretendemos divulgar a Crítica Textual e contribuir para a capacitação de pessoal em preparação e revisão de textos, além de auxiliar o despertar do público para a problemática da preservação do patrimônio cultural, assim como para a leitura de textos esquecidos. A Crítica Textual tem muito a contribuir para a formação de discentes e para o público em geral, como também para trazer ao público textos e histórias que ficaram esquecidas, inclusive por um processo de silenciamento. O Programa terá também interfaces de assessoria técnica; educacional, assim como de realização de eventos, além de realização, após a pandemia, de rodas de conversa e de leitura na UFF e em escolas de ensino médio e fundamental.