Coordenador : India Mara Martins
Ano: 2021
Publico Alvo : Estudantes do Departamento de Cinema, do IACS e de cursos afins na UFF (Design, arquitetura, computação, engenharia mecânica, etc.)
Local de atuação: GCV
Resumo
A proposta de criação a Araci – Incubadora de projetos de cinema e audiovisual da UFF tem como principal justificativa estabelecer uma ponte entre o mundo do trabalho e a universidade. A indústria criativa é responsável por um respeitável percentual na economia do Estado do Rio de Janeiro e tem possibilidades de ser ampliada com a criação de novos pólos de audiovisual em cidades muito diversas como Niterói, Friburgo e Maricá. A pandemia comprovou a importância da indústria criativa como forma de entretenimento, comunicação, educação remota, e-comerce e também como novos negócios gerados durante a quarentena. A ponte entre estes mercados emergentes e a Universidade é a Araci – Incubadora de Audiovisual da UFF, que além de colaborar com a inserção dos estudantes no mercado, também pretende estender uma série de atividades de formação para as comunidades locais, gerando renda e novos postos de trabalho qualificado no campo do audiovisual. Uma das questões fundamentais para estruturar a Araci é uma compreensão diferente do papel de uma incubadora e da sua inserção na sociedade. É importante frisar que não se trata de incubar empresas e sim projetos. Entendemos que o audiovisual se caracteriza pela intermitência de trabalho e a proposta é gestar projetos que agrupem recursos humanos de qualidade e dentro de parâmetros de eficiência dentro de temporalidades específicas. A intenção é impulsionar ideias, propor equipes de trabalho e estimular uma dinâmica laboral equânime. Ideias que possam se expandir para fora da universidade e ganhar autonomia.