Coordenador : Suely Lopes de Azevedo
Ano: 2021
Publico Alvo : Participam do projeto Professores e alunos de graduação e Pós-graduação da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, docente de uma universidade privada, enfermeira e profissionais da equipe multidisciplinar da Unidade de básica de Saúde e os clientes adultos, idosos e gestantes diabéticas e/ou hipertensas, a partir de 20 anos de idade, usuários do Sistema Único de Saúde, cadastrados no Programa HIPERDIA da Unidade de saúde da Engenhoca.
Local de atuação: MFE
Resumo
A Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) é o método científico pelo qual o enfermeiro aplica o conhecimento técnico-científico, identifica as necessidades de saúde-doença e planeja a assistência baseado no seu julgamento clinico e na tomada de decisão. Permite organizar e avaliar o processo de cuidado do cliente, família e comunidade. Nesse sentido, contempla os recursos humanos e materiais, com a finalidade de promover uma assistência de qualidade focalizada nos problemas identificados. A Enfermagem é a ciência humana constituída por diferentes campos de conhecimentos, fundamentações e práticas assistenciais que exigem dos profissionais competência técnica, julgamento crítico, criatividade e conhecimento técnico-científico. Objetivos: Sistematizar a consulta de enfermagem junto aos clientes adultos, gestantes, idosos diabéticos e/ou hipertensos, desenvolver o pensamento crítico na prática assistencial, identificar necessidades de saúde e implementar ações para satisfazê-las. A Resolução 358/2009 do COFEN dispõe sobre a SAE, atividade privativa do enfermeiro, nas instituições de saúde, determinando que todas etapas sejam formalmente registradas no prontuário. Considerada um processo dinâmico que visa identificar, descrever e caracterizar as respostas dos clientes, como forma de subsidiar a implementação e avaliação do cuidado. Assim, a assistência de enfermagem na Unidade Básica de Saúde, aponta para a necessidade da consolidação da SAE como facilitadora na tomada de decisões e no direcionamento da assistência prestada. A realização do projeto em tela contribuirá para melhoria das atividades assistenciais, padronização dos registro e qualidade do cuidado, além de permitir o ensino da SAE durante a formação do profissional fortalecendo a articulação entre ensino, pesquisa e extensão.