Coordenador : Reinaldo Cardenuto Filho
Ano: 2021
Publico Alvo : As atividades do Cineclube Sala Escura - em suas diferentes sessões (MAM-RJ, Cine Arte UFF e site Contrapoder) - são realizadas para um público indiscriminado (pesquisadores, cinéfilos, estudantes e comunidade em geral), antecipadamente não quantificável com exatidão.
Local de atuação: GCV
Resumo
O Cineclube Sala Escura é um projeto de mobilização da comunidade interessada em cinema para a reflexão sobre cinematografias não hegemônicas, que tragam questões relevantes para se pensar o mundo contemporâneo. O campo particular de atuação é o cinema latino-americano. Essa sistematização sobre o pensar o cinema envolve alunos do Curso de Cinema e Audiovisual da UFF numa ação de engajamento junto a diferentes plateias e, por outro lado, provoca e estimula nesse público o desejo de conhecer outras formas de expressão artística, ausentes, em geral, de nossa indústria cultural tão dinamicamente ligada aos interesses das grandes corporações midíaticas estadunidenses. Frente às sombrias perspectivas atuais no campo cultural e artístico, esse dinamismo se agrava. Cineclubes são associações sem fins lucrativos, que têm um compromisso cultural e ético, como parte de uma herança histórica que os associa à militância política e cultural, tornando-se, às vezes, verdadeiros espaços de resistência. O Sala Escura busca explorar espaços alternativos para a reflexão sobre o audiovisual e a cultura. Em 2015, voltamos com sessões no Cine Arte UFF, para a comunidade local em Niterói, após as reformas ocorridas na sala de cinema. Mantemos a nossa tradicional sessão mensal na Cinemateca do MAM, na qual produzimos um folder, com informações sobre o filme e um texto de análise. Em 2016, iniciamos exibições na Unidade onde se localiza o Curso de Cinema e Audiovisual da UFF. Diante da pandemia, estamos transformando momentaneamente nossas sessões em remotas, mantendo o vínculo com os antigos parceiros e conseguindo novos apoios.