Coordenador : Fernanda Serpa Cardoso
Ano: 2021
Publico Alvo : Serão atendidos nas Atividades Suplementares para Alunos com Comportamento Superdotado de 2021 45 alunos identificados com comportamentos superdotados oriundos da Educação Básica (Escolas Públicas - Redes Estadual e Municipal e Escolas Privadas) e 30 responsáveis pelos alunos identificados com comportamento superdotado (outros). As atividades, oferecidas aos alunos da Educação Básica e seus responsáveis, serão coordenadas por 5 docentes da UFF: 1 do Instituto de Biologia, 1 do Instituto de Matemática, 1 do Instituto de Química , 1 do Instituto Biomédico e 1 da Faculdade de Educação. Participarão como oficineiros das atividades 1 aluno de graduação (licenciaturas: Biologia, Química, Física, Filosofia, Letras e Matemática) que possam ser contemplados com a bolsa e 10 alunos do Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão. A preparação e execução das atividades contará como uma atividade de formação docente, inicial e continuada, para os profissionais da educação.
Local de atuação: GCM
Resumo
Apesar do atendimento aos alunos superdotados ser previsto pela LDB de 1996 para ocorrer em diversos ambientes de pesquisa, como as universidades, no Brasil a cultura de atividades para alunos superdotados nesses espaços ainda é pouco difundida. Entendendo a falta de projetos que atendam a esse público alvo da educação inclusiva, a proposta do projeto de extensão do grupo de pesquisa DIECI - UFF é oferecer Atividades Suplementares para Alunos com comportamento superdotado. As atividades serão oferecidas em forma de oficinas e workshops em 3 momentos distintos: 2 encontros ao longo de 2021 (junho e outubro) e um Curso de Férias em janeiro de 2022. Para a organização das oficinas e workshops serão realizadas reuniões de estudo, planejamento e avaliação com os oficineiros de modo que os mesmos, futuros e atuais profissionais da educação, conheçam o público e pautem suas atividades seguindo o modelo triádico de Renzulli e o método de Paulo Freire. A participação dos alunos, graduandos e pós graduandos fará do projeto um espaço de atendimento a públicos diversos, atentando também para a formação de professores, de modo a visar a criação de um espaço de suplementação para os superdotados, para atender não só aos alunos e seus responsáveis, mas também futuros docentes.