Coordenador : Erika Souza Leme
Ano: 2021
Publico Alvo : Assumindo que o conhecimento urge de uma tessitura que engloba diferentes sujeitos, portanto, resulta de formações entrecruzadas, acolhemos diversos interlocutores: estudantes em formação, professores referência de turma e professores especializados (AEE). Assim, o projeto destina-se de maneira direta a formação inicial e continuada de 68 participantes, que indiretamente reverberará para mais de 900 estudantes da Educação Básica, devido sua amplitude de desdobramentos tanto no chão da escola quanto na sociedade de modo geral.
Local de atuação: SSE
Resumo
O campo da inclusão fundamenta-se na concepção da diferença, algo da ordem da singularidade da humanidade. Assim, a educação inclusiva implica o desenvolvimento pleno de qualquer ser humano, para isso urge admitirmos que há diferentes formas de aprender e, portanto, de ensinar. Nesse sentido, o Ensino Colaborativo (Coensino) se apresenta como uma possibilidade à inclusão, que entrelaça os professores do ensino regular e especial, em que ambos se co-responsabilização pelo processo de ensino-aprendizagem de um grupo heterogêneo de estudantes, nos quais há alunos com deficiência. Diante do exposto, o objetivo central é atrelar os processos de Formação docente inicial e continuada, como um espaço/tempo de fortalecimento e compreensão mútuos da diferença humana, onde professores da educação básica e graduandos estudem, partilhem e ressignifiquem concepçoes e açoes movidos pela experiência, pela pesquisa e na proposição de ações pedagógicas inclusivas que acentuem a colaboração. Sustentado pelo aporte teórico-metodológico da Teoria Crítica, com Horkheimer e Adorno (1973), por defenderem que o indivíduo se forma com o outro e com o meio, isto é, na convivência, bem como por iluminarem o aspecto fundante do processo de formação dos indivíduos: é preciso ir além da adaptação (ADORNO, 2010). Dessa maneira, o autor enfatiza que urge superarmos o modelo social vigente de enquadramento, homogeneização e integração, daí porque nosso objetivo é de engendrar um processo formativo que rompa com esse estado de coisa, calcado na crítica, no encontro com o outro e consigo mesmo e com o contexto historicamente situado em relação à diferença humana.