Coordenador : Nazareth Salutto
Ano: 2021
Publico Alvo : O público envolve docentes e discentes da Universidade Federal Fluminense, equipe (gestores, professores, demais funcionários, famílias), comunidade do entorno da UMEI; professores parceiros de instituições de ensino superior federal, estadual e privada.
Local de atuação: SSE
Resumo
O projeto desdobra-se de ações de articulação entre universidade e professoras/professores e demais profissionais de diferentes instituições de Educação Infantil realizadas nos últimos três anos. Tem por objetivo levantar, problematizar, compreender concepções que norteiam práticas e interações entre adultos e crianças na Educação Infantil. Considerando singularidades do trabalho da primeira etapa da educação básica, tendo as crianças, desde bebês, e suas manifestações como centralidade do trabalho pedagógico, o projeto visa construir estratégias de escuta, observação, documentação da construção das relações, interações, práticas no cotidiano da Educação Infantil, a partir de três categorias: o ordinário, o sutil, os detalhes. Tais categorias coadunam com a perspectiva de que as práticas pedagógicas na Educação Infantil se constituem a partir das interações (BRASIL, 2010), logo, não estão dadas a priori num currículo pré-estabelecido e planejado, mas construído no interior das relações (detalhes) que se tecem nas experiências do dia a dia institucional (ordinárias). Aprender a olhar com inteireza, interesse e disposição compreensiva o modo como as crianças se inserem (sutileza) no mundo macro das relações, orienta dinâmicas de observação e documentação que sustentam as práticas pedagógicas em sua dimensão processual e dinâmica. Desse modo, o projeto visa construir estratégias de: (i) construir movimentos que refundam o olhar interessado para o ordinário; (ii) documentar o observado elencando princípios que se voltem para a construção circular dos planejamentos e das práticas; (iii) construir instrumentos de devolução da documentação de modo processual, ético, estético.