Coordenador : Claudio Medeiros
Ano: 2021
Publico Alvo : O grupo de acolhimento é aberto à comunidade externa e interna, enquanto o grupo de experimentação teórico-filosófica é aberto à comunidade interna (prioritariamente, mas não exclusivamente, estudantes do curso de graduação em Psicologia). As equipes dos 4 grupos de acolhimento são compostas por 4 profissionais liberais de psicologia, 15 discentes de psicologia que se revezam na intervisão. Cada grupo comporta 4 discentes da comunidade interna ou externa como público dos grupos de acolhimento. Além destes extensionistas, contabilizamos, integrando o núcleo de experimentação teórico-filosófica, dois graduandos da UFRJ, 8 pós-graduados e/ou pós-graduandos (de diferentes programas em instituições como UFRJ, UFF, UFOP, UFC), e pof fim 10 discentes da UFF que serão introduzidos pelo processo de seleção.
Local de atuação: SFC
Resumo
O projeto de extensão é resultado de uma colaboração entre o Coletivo Negro de Psicologia da UFF/Campos (PretasPsi) e o Núcleo de Subjetividade e Ancestralidade do Laboratório Geru Maa de Africologia e Estudos Ameríndios da UFRJ. A parceria interinstitucional ocorre norteada pela correspondência dos objetivos e horizontes compartilhados por ambos: a defesa dos direitos humanos, a defesa de uma universidade pluriversal implicada na luta antirracista, o compromisso com epistemologias evocadas das tradições ancestrais africanas. Diante da atual situação de pandemia e vulnerabilidade psicossocial que escancarou as desigualdades já vividas por alguns grupos minoritários, a qual a população negra encontra-se exposta, o PretasPsi, Coletivo Negro de Psicologia da UFF/Campos, oferecerá acolhimento sensível à subjetivação de minorias subalternizadas para demandas que possam ser vivenciadas diante das instabilidades políticas e sociais decorrentes da atual crise sanitária. Paralelamente, com vistas à aplicação das Leis 10.639/2003 e 11.645/2008 (que tratam da obrigatoriedade dos sistemas de pensamento afrodiaspórico nos currículos) e levando em conta a indissociabilidade entre prática e teoria, o projeto de extensão irá garantir, para discentes de Psicologia da UFF/Campos, aquelas atividades dedicadas à experimentação teórica até então ambientadas no espaço extracurricular de estudos pós-coloniais. Espaço este que vinha sendo promovido, desde 2019, exclusivamente no Núcleo de Subjetividade e Ancestralidade do Laboratório Geru Maa de Africologia e Estudos Ameríndios - IFCS/UFRJ.