Coordenador : Lauro Eduardo Kozovits
Ano: 2021
Publico Alvo : Alunos e professores de todos os cursos e de todos os níveis. Nesse novo projeto, além do ensino de ciências por meio de jogos pretende-se o desenvolvimento de software para apoio acadêmico como ferramentas para aplicação de provas e trabalhos complementando ou corrigindo sob demanda, limitações encontradas nos softwares Google Classroom e Google Forms. Sendo assim o alcance é universal e mundial, pois serão elaboradas versões em idioma inglês. Na tabela a seguir estima-se de forma conservadora que pelo menos 10 (dez) docentes de cada grupo e 100 outros indivíduos (discentes em geral) possam vir a ter contato com os softwares produzidos o que já resulta num elevado número de pessoas que pode inclusive ser algumas ordens de grandeza superior. O número totalizado da ordem de milhares de pessoas é conservador, pois numa única instituição ou departamento ele já pode ser atingido o que já demonstrata o potencial de alcance do projeto.
Local de atuação: TCC
Resumo
A presente proposta Fábrica de Software para Educação amplia o escopo dos projetos anteriores, mas permanece com foco na educação contemplando tanto o desenvolvimento de jogos educativos quanto softwares de apoio ao ensino, uma grande necessidade evidenciada com a pandemia que também provocou a descontinuidade do projeto anterior. Com a elevada disponibilidade dos smartphones as pessoas costumam jogar em qualquer lugar. A não priorização do aspecto lúdico talvez seja a principal responsável pela má fama de alguns jogos educativos e é isso que torna esse projeto desafiador. Nesse aspecto emerge um dos objetivos do presente projeto que é a interação com a comunidade para avaliar os produtos existentes e dar sugestões para novos produtos. Numa outra dimensão evidenciada com a pandemia torna-se relevante a criação de ferramentas gratuitas e de código aberto para apoio às atividades acadêmicas. Obviamente, a proposta não é pretensiosa a ponto de querer esgotar o assunto ou reinventar a roda, mas mesmo os excelentes Google Classroom e o Google Forms têm limitações como ferramentas para gestão de turmas, aplicação e gerenciamento de avaliações e trabalhos remotos. Assim, a presente proposta procura identificar necessidades para complementar esses produtos. Por exemplo, o Google Forms permite a aplicação de um tipo de avaliação que nem sempre é a mais adequada ou mais segura. De maneira análoga, o contato do professor com o aluno ou com um grupo de alunos não é perfeito via Google Classroom. Desenvolver produtos inexistentes no mercado são um dos alvos da presente proposta.