Coordenador : Andréa Neiva da Silva
Ano: 2019
Publico Alvo : Alunos e alunas de odontologia de todos os períodos, a saber, do primeiro ao nono período
Local de atuação: MSS
Resumo
O curso de Odontologia tem uma trajetória histórica liberal, elitizada e tecnicista, o que definiu, por muitas décadas, o perfil de formação do dentista e, ainda hoje, apresenta-se menos inclusivo socialmente, mais hierarquizado e menos democrático. Assim, uma formação mais humanística é necessária, para que possamos ter estudantes e profissionais de saúde que exerçam a alteridade e a relação ética com o outro. Estudo dentro da Faculdade de Odontologia da UFF identificou que as vivências dos estudantes ao longo do processo de formação são permeadas de conflitos éticos, desrespeitos, violências e reprodução de preconceitos e exclusão social, fazendo parte da construção da identidade moral e profissional destes estudantes. (Teixeira, Dias Ribeiro, 2018) O Dar Voz foi criado para ser um espaço no qual o estudante possa ter voz e se apresente como agente em sua vida acadêmica, para que tais questões não se mantenham mais veladas ou naturalizadas. Para o segundo ano do projeto, temos propostas de ação transformadoras dos processos de formação profissional, de forma que o curso se torne mais acessível e democrático à diversidade de estudantes que se apresenta, com enfoque especial na elaboração e efetivação do banco de materiais odontológicos. Esta ação, juntamente com as campanhas temáticas que realizamos de forma contínua e a manutenção de um espaço de debate, pretendem ter um curso mais equitativo e que possibilite dar mais capacidades para os estudantes gerirem seu percurso acadêmico de forma mais autônoma e respeitosa.