Coordenador : Ana Maria Ribeiro dos Santos
Ano: 2019
Publico Alvo : Alunos da graduação (Medicina e Psicologia) e de residência em Nefologia. Pacientes e familiares do ambulatório do Tratamento Conservador da Doença Renal Crônica (DRC)
Local de atuação: MMC
Resumo
A doença renal crônica (DRC) é uma doença que implica em grande impacto sócioeconômico. Ela pode evoluir para falência renal funcional e ter importantes comorbidades associadas. A terapia renal substitutiva e as consequências das comorbidades passam a ter um impacto sócioeconômico ainda mais elevado. O tratamento conservador da DRC possibilita adiar ou mesmo evitar a necessidade da terapia renal substitutiva. A educação dos pacientes, seus familiares, da comunidade e de profissionais de saúde acerca da DRC pode contribuir no diagnóstico da doença, aderência ao tratamento e na prevenção de fatores que podem reduzir a incidência e velocidade de progressão da DRC. Arquivar dados dos pacientes (evolução clínica, laboratorial, prescrição médica) permite analisar a ação de agentes interventores na progressão da doença renal.