Coordenador : Licio Caetano do Rego Monteiro
Ano: 2019
Publico Alvo : Professores da rede municipal de Paraty, atuando nas escolas caiçaras de 2o segmento do Ensino Fundamental, coordenações pedagógicas da SME/Paraty, comunitários caiçaras e lideranças comunitárias, alunos do 6o ao 9o ano das escolas caiçaras.
Local de atuação: DGP
Resumo
O projeto tem por objetivo dar continuidade à implantação do segundo segmento do Ensino Fundamental (EF2) nas escolas situadas em comunidades caiçaras da zona costeira de Paraty-RJ, especificamente na Praia do Sono e no Pouso da Cajaíba, iniciadas em 2016, e no Saco do Mamanguá, com abertura em 2019. Em colaboração com a Secretaria Municipal de Educação (SME/Paraty) e com o Fórum de Comunidades Tradicionais, além de outros parceiros institucionais, o papel do IEAR/UFF tem sido o de formação continuada dos professores e reorientação curricular, com o objetivo de construir uma educação escolar diferenciada que leve em conta a valorização dos saberes populares e a defesa do território tradicional. Desde final de 2017, com a reformulação da equipe, o projeto das escolas caiçaras passou se agrupar com os outros projetos de educação quilombola e indígena desenvolvidos pelo IEAR/UFF num programa intitulado Escolas do Território. Com a prevista formatura da primeira turma, iniciada em 2016, a proposta do acompanhamento pedagógico neste ano é avaliar de forma mais ampla os processos de formação docente e construção do currículo e propugnar estratégias para dar sustentabilidade ao modelo de educação escolar diferenciada como política permanente nas escolas já implantadas e expandir o modelo para a abertura de novas turmas e escolas nas comunidades tradicionais de Paraty, a partir das demandas apresentadas (Ex: Saco do Mamanguá, Ponta Negra, Trindade, Paraty-Mirim e Campinho da Independência).