Coordenador : Flávia Helena Miranda de Araújo Freire
Ano: 2019
Publico Alvo : Docentes, discentes, trabalhadores, gestores, cuidadores e movimentos sociais de saúde mental vinculados ao Programa de Saúde Mental da Secretaria de Saúde de Piraí/RJ que atuam na Rede de Atenção Psicossocial
Local de atuação: VPS
Resumo
O presente projeto de extensão desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Piraí/RJ atua diretamente com o Programa de Saúde Mental e a equipe do CAPS do município. O projeto pressupõe a interferência no mundo do trabalho da equipe cuidadora do CAPS Reviver, convidando a participação dos trabalhadores e gestor para uma reflexão e análise da micropolítica do trabalho e do cuidado em saúde mental. Respaldado pelo referencial da Educação Permanente em Saúde, almeja qualificar as práticas de trabalho da equipe e dos desafios de se produzir o cuidado em liberdade, comprometido com a autonomia e expansão de vida dos usuários. A Estratégia da Atenção Psicossocial será o eixo norteador de problematização do trabalho e da clínica nesse campo. Como efeito da análise de implicação do trabalhador/gestor, o ato de cuidar do cuidador emergirá em um setting, que ao mesmo tempo que se analisa o trabalho se cuida do cuidador. Esse trabalho convoca uma capacidade de abarcar toda potência criativa presente na construção do SUS e da Reforma Psiquiátrica que deve ser trabalhado com sensibilidade suficiente para captar o movimento dinâmico, ininterrupto, de produção do SUS como sistema de saúde com todas as suas características e peculiaridades. Propomos processos analíticos no CAPS e na Rede de Atenção Psicossocial, com foco no trabalho da produção do cuidado, levando em consideração o modo como este é produzido, bem como a aposta na sustentação de um movimento de reforma psiquiátrica antimanicomial e de uma política de saúde mental desinstituzionalizante.