Coordenador : Simone Florim da Silva
Ano: 2019
Publico Alvo : Professores e alunos de escolas públicas e particulares do município de Niterói e moradores jovens, adultos, idosos e gestantes deste mesmo município, seja de comunidades ou transeuntes de uma praça.
Local de atuação: MMO
Resumo
Saber que os métodos contraceptivos são procedimentos, dispositivos ou substâncias que possibilitam a existência de uma vida sexual ativa sem que haja gravidez é importante para jovens e adultos. Da mesma forma, a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) é de extrema importância devido à sua grande disseminação no Brasil. Estudos realizados a partir da década de 90 revelaram um aumento no número de adolescentes grávidas, fator este que tem sido visto como um grande problema de saúde pública na atualidade. Pesquisas também mostram que a incidência de ISTs nas populações jovem, adulta e da terceira idade aumentou bastante nos últimos anos (seja pela tão aclamada liberdade sexual dos jovens ou pelo uso do Viagra por adultos e idosos). Além disso, observa-se a falta de informação das gestantes acerca da importância da prevenção da aquisição das ISTs, que podem prejudicar o desenvolvimento do embrião/feto. A deficiência dos serviços de saúde pode ser um fator relevante em relação à não utilização dos métodos contraceptivos e à falta de informações sobre as ISTs, e esse quadro se agrava bastante se associado à questão do acesso à informação e à escolaridade. Além disso, os familiares podem ter dificuldade de discutir tais temas com os jovens e os adultos e os idosos sentirem-se envergonhados de conversarem sobre o assunto nos consultórios médicos. Sendo assim, o objetivo deste projeto é levar informações corretas sobre tais assuntos a escolas públicas e privadas, a comunidades e a Praças do município de Niterói.