Coordenador : Claudio Fernandes da Costa
Ano: 2019
Publico Alvo : Educadores, Estudantes e outros atores sociais interessados nessa temática.
Local de atuação: DED
Resumo
O presente curso busca colocar em questão políticas educacionais atuais e seus impactos na gestão, na formação e no trabalho docente, mas também busca discutir alternativas político-pedagógicas e curriculares ao conjunto de reformas, e contradições, que orientam hoje a educação pública brasileira. As mudanças que a gestão vem sofrendo, sobretudo com as reformas da Educação Básica brasileira, a partir do anos de 1990, colocam esta atividade em forte relação com as políticas educacionais. Neste sentido, políticas mais antigas, como o PDE e o IDEB, lançadas em 2007, assim como políticas mais recentes, como as DCNEM, o PNE, a Reforma do EM e a BNCC, relacionam-se diretamente com Exames Externos nacionais, estaduais e municipais que geram profundos impactos na vida e na gestão escolares. Esta ação toma como referência a indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão, na medida em que vários de seus participantes e organizadores são também nossos estudantes de graduação nos cursos de Pedagogia, Políticas Públicas e Geografia, nas disciplinas Organização da Educação no Brasil e Políticas Educacionais, e/ou participam da pesquisa intitulada Impactos da Reforma da Educação Básica sobre a Gestão, Formação e o Trabalho Docente em Escolas Públicas desenvolvida por nós no IEAR. Esta perspectiva dialógica e dialética tem possibilitado um efetivo impacto na formação integrada de educadores, estudantes e profissionais de diferentes áreas, e dos próprios pesquisadores internos e externos à UFF, potencializando, assim, a extensão como espaço privilegiado de formação interdisciplinar e interprofissional para uma possível e necessária transformação nas atuais relações educacionais e sociais.