Coordenador : Cláudia Lamarca Vitral
Ano: 2019
Publico Alvo : Será feito um estudo transversal entre os meses de março a dezembro de 2019. A população de estudo será composta por estudantes dos cursos da área da saúde e da natureza regularmente matriculados no terceiro e quarto períodos dos cursos de Medicina, Enfer
Local de atuação: MIP
Resumo
A imunização continua sendo uma das intervenções de maior êxito na saúde pública para o controle de doenças infecciosas. Profissionais da saúde têm risco aumentado para doenças imunopreveníveis conforme sua suscetibilidade, podendo também atuar como transmissores de patógenos no ambiente de trabalho, constituindo um grupo de risco importante para imunização. Este projeto foi implementado no segundo semestre de 2018. Dada sua ampla repercussão, onde observamos que apenas 3% dos alunos inicialmente investigação estavam com a situação vacinal em dia (conforme relatório em anexo), temos como meta ampliá-lo com o objetivo não só de avaliar a situação vacinal e o conhecimento sobre infecções imunopreveniveis entre alunos de Cursos de Graduação da área da saúde da UFF, mas também de alunos de outros cursos da UFF (Segurança Pública, Química e Antropologia). O convite a participação será realizado no Instituto Biomédico bem como em outros Institutos da UFF, em sala de aula, onde os alunos, de posse da carteira de vacinação, responderão a um questionário com questões relativas às formas de transmissão e as doenças causadas pelos agentes infecciosos relacionados às vacinas investigadas. Serão analisadas as vacinas: dupla adulto (difteria e tétano), hepatite B, tríplice viral, influenza, hepatite A, varicela, meningocócica C, pólio e febre amarela. Ao final da entrevista, cada participante receberá uma carteira de vacinação onde serão assinaladas as vacinas que não estejam de acordo com as recomendações do MS para 2019. Os alunos identificados com situação vacinal irregular e/ou desconhecida serão aconselhados a procurarem um Posto de Saúde para regularização.