Coordenador : Marcela Pimenta Muniz
Ano: 2019
Publico Alvo : Pessoas que ouvem vozes, ou que convivem com pessoas que ouvem vozes, ou que desejem falar e saber sobre este tema.
Local de atuação: MEP
Resumo
Os Grupos de Ouvidores de Vozes são dispositivos de saúde mental norteados pelo movimento internacional Intervoices. Este Projeto propõe um Grupo de Ouvidores de Vozes em Niterói, ofertado pela UFF. Este dispositivo de saúde mental tem como base: o respeito, a confidencialidade, a troca de experiências para ajuda-mútua na construção de estratégias que visem melhorar os modos de lidar com as vozes e a redução do estigma do sofrimento psíquico. A experiência de ouvir vozes não é restrita a um sintoma, mas sim uma manifestação que pode estar relacionada às múltiplas possibilidades existenciais do sujeito que as ouve. O público-alvo são pessoas que ouvem vozes (tendo ou não um diagnóstico psiquiátrico) ou que convivem com pessoas que ouvem vozes (familiares, amigos, profissionais). O objetivo principal do projeto é constituir um grupo de pessoas que ouvem vozes ou que convivem com pessoas que as ouvem para a troca de experiências na lida com suas dificuldades e avanços. A meta é a auto-mútua-ajuda na produção de estratégias para lidar com as vozes de modo mais compreensivo e seguro. Utilizando-se uma perspectiva interdisciplinar, o Projeto permite a realização de estudos científicos que embasem avanços na saúde mental das pessoas que ouvem vozes ou que convivem com elas para a promoção da autonomia dessas pessoas. No Ensino, propicia-se a qualificação dos estudantes na lógica da intersetorialidade, da interdisciplinaridade e das participações populares de modo que atuem em espaços democráticos de acolhimento às pessoas que ouvem vozes na perspectiva do empoderamento de todos.