Coordenador : Marco Antonio Frota Lima
Ano: 2019
Publico Alvo : Atendimento aos produtores do setor Agroindustrial visando a qualidade, segurança alimentar dos produtos comercializados no país.
Local de atuação: GBG
Resumo
Os produtos agrícolas sempre apresentaram um grande destaque junto ao mercado consumidor. Isso porque, quando as indústrias os lançam constantemente no mercado, isso pode gerar – de acordo com as suas condições fitossanitárias - um grande conflito entre os benefícios e os malefícios que poderão ser obtidos pelo uso destes produtos, de acordo com o(s) tipo(s) / e a qualidade da análises a que foram submetidos. De acordo com a Coordenação de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde (Brasil, 1998), produtos derivados da agricultura tem que passar por análises sanitárias e microbiológicas quando da Ingestão Diária Recomendada (IDR) (Portaria nº 33 de 13 de janeiro de 1998). É sabido, que desde a formação da Terra, toda a massa que a compõem contêm certa quantidade de radioatividade natural, assim como nos alimentos. Tomando como base as informações sobre segurança alimentar em produtos agrícolas, e levando em conta a sua grande taxa de consumo, várias vezes surgem o interesse de países que exportam tais produtos, em verificar os traços radioativos e a dose efetiva comprometida presentes em produtos agrícolas. A verificação da radioatividade natural e artificial presente nos alimentos é de extrema importância à saúde das pessoas, pois, dependendo dos níveis da dose efetiva comprometida, que está diretamente ligada à atividade dos radionuclídeos presentes e à taxa de ingestão anual do alimento, dentre outros fatores, pode ocasionar algum tipo de efeito deletério ao organismo. Pensando nisso este projeto vai proporcionar a medida radiométrica, e a análise microbiológica para os produtos agroindustriais.