MIP

I Mostra Sustentabilidade e Versatilidade na Biomedicina - novas formas de Educação Ambiental

O conceito mais amplo de desenvolvimento sustentável é denominado Triple Bottom Line, que é apoiado na integração de questões sociais, ambientais e econômicas. Sendo assim, o progresso social, o crescimento econômico e a preservação ambiental devem caminhar juntos, em direção da ecoeficiência, do desenvolvimento sócio-ambiental e sócio-econômico. As mudanças climáticas, que tanto afetam os ciclos biogeoquímicos e, consequentemente, a oferta de água e nutrientes para todas as formas de vida, são resultados da má gestão do nosso ambiente.

Sustentabilidade social e ambiental: mudança de rotina e opção de vida.

Atualmente, nas grandes cidades brasileiras, a população enfrenta diversos obstáculos no caminho entre suas casas e seus trabalhos, universidades, etc. A locomoção diária é vista como uma problemática constituída a partir de vários fatores que desencadeiam um colapso no trânsito, além da má qualidade do ar atmosférico. O significativo aumento no preço dos combustíveis nos últimos anos causado pela necessidade de melhoria da infraestrutura viária que não acompanha o inchaço do setor automobilístico gerou o aumento em cadeia no preço das passagens dos transportes públicos.

IV Curso de Microbiologia e Parasitologia no contexto atual (Cópia) 04-01-2016

A apreensão da informação é processada por meio de múltiplos sentidos através da observação, reflexão e ação, podendo ser favorecida pela ludicidade. Nas disciplinas de Parasitologia e Microbiologia são abordados conteúdos teóricos e práticos, apresentados geralmente por meio de metodologias tradicionais. Ao longo dos anos, observa-se deficiência entre estudantes/profissionais em internalizar e articular os conteúdos com a prática profissional. O Curso objetiva propiciar um espaço para troca de saberes e convívio entre diversos profissionais.

Diagnóstico e Prevenção de Enteroparasitoses: integrando ensino, pesquisa e extensão no município de Niterói, RJ (Cópia) 01-12-2014 (Cópia) 01-02-2016

As parasitoses intestinais representam um grave problema de saúde pública, principalmente em países subdesenvolvidos, onde a frequência está relacionada a fatores ambientais, socioeconômicos e condições de saneamento básico. A educação em saúde tem um importante papel no processo de intervenção para o controle das parasitoses intestinais, pois é um meio de compartilhar e produzir novos conhecimentos/saberes/praticas, ampliando o papel do sujeito em seu próprio processo de vida, de escolhas, de maior autonomia.

Parasitologia Hoje - Produção de recursos para divulgação e educação em saúde sobre as principais parasitoses brasileiras

As parasitoses são infecções ainda muito comuns na população brasileira. Diversos fatores climáticos, sociais, econômicos e culturais tornam possível a manutenção de ecossistemas favoráveis ao desenvolvimento e transmissão de parasitos, tanto protozoários quanto helmintos e artrópodes.

Microbiologia e Parasitologia ao Alcance de Todos

A Microbiologia e a Parasitologia apresentaram vertiginoso progresso nas últimas décadas, no que se refere ao conhecimento geral dos agentes infecciosos e sua interação com seus hospedeiros. Estes conhecimentos são de fundamental relevância para promover uma melhoria significativa na qualidade de vida para a população de nosso país, que ainda hoje se apresenta com elevadas prevalências de infecções e infestações.

PIOLHO: QUE BICHO É ESSE?

A pediculose, infestação por piolhos da cabeça (Pediculus capitis), é um problema de ordem mundial que atinge seres humanos de diferentes raças, sexo, idades e condições sócio-econômicas, constituindo assim, uma doença de grande relevância para a saúde coletiva. No entanto, a pediculose apresenta maior prevalência entre crianças em idade escolar, sendo a principal ectoparasitose infantil. Este projeto propõe a realização de ações educativas com estudantes de 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental I de escolas municipais de Niterói com objetivo de contribuir com a prevenção desta parositose.

Atlas Virtual de Parasitologia

O uso de multiplos sentidos no processo de ensino aprendizagem permite por meio da observação, reflexão e ação melhor abordagem dos conteúdos e fomenta a consolidação da informação em conhecimento. Além disso, a disponibilização das informações em mídia digital permite acesso mais rápido, principalmente via internet. Na disciplina de Parasitologia são abordados conteúdos teóricos e práticos densos, apresentados geralmente por meio de metodologias tradicionais. Os livros e em especial os Atlas apresentam custo elevado.

Parasitoses intestinais em escolares de Niterói, RJ (Cópia) 03-02-2016

As parasitoses intestinais apresentam maior prevalência entre crianças de 5 a 12 anos, determinando interferência no seu desenvolvimento integral. A avaliação da circulação de parasitoses intestinais entre escolares, bem como do conhecimento detido por essa comunidade sobre o tema servem de fomento para a epidemiologia e o controle por meio da educação em saúde e da intervenção medicamentosa. Por meio de técnicas parasitológicas este estudo propõe o diagnóstico de enteroparasitos em alunos das Escolas Municipais de Niterói, aliado a intervenção educativa.