Qualidade de Vida, Vulnerabilidade e Médico de Família

Protocolo: 
224248.1115.49247.05022016
Resumo: 

A extensão universitária vem desenvolvendo atividades de estímulos à participação de equipes de saúde e população nas ações educativas. Trata-se da implementação de um projeto continuado de promoção à saúde do adolescente, estabelecendo vínculos entre as equipes dos Módulos do Programa Médico de Família, a escola e a comunidade. Observa-se que a presença da universidade na comunidade é de fundamental importância, tanto para didática e aprendizado do acadêmico de medicina, dos professores da escola e profissionais do serviço de saúde envolvidos no processo, quanto para os adolescentes escolares, trazendo propostas inovadoras para trabalhar temas relevantes como prevenção do uso de drogas lícitas e ilícitas, a descoberta da sexualidade, gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis (DST/Aids), orientação profissional e vocacional, meio ambiente e alimentação. O trabalho tem propiciado uma reflexão sobre qualidade de vida e vulnerabilidade social do adolescente, bem como criado nova forma de lidar com os conteúdos, com as situações de sala de aula e com os relacionamentos na escola e no serviço de saúde. Desta forma, justifica-se a importância da continuidade das atividades do projeto na construção de propostas metodológicas de intervenção, ao longo de todo o ano. O projeto de extensão vem trabalhando com grupo focal e incentivando a formação de adolescentes multiplicadores na escola. Estes jovens têm se tornado referência para melhor cuidado em saúde para os demais estudantes, buscando fortalecer o vínculo com a equipe de saúde, professores estaduais e a universidade.

Ano: 
2016
Público-alvo: 

Principalmente os adolescentes escolares.

Área temática: 
Modalidade: 
Unidade de origem: